Graduação

GESTÃO DE COOPERATIVAS

Presente em mais de 100 países, o cooperativismo envolve, direta e indiretamente, mais de 1 bilhão de pessoas e é responsável por mais de 250 milhões de empregos. Só em Minas Gerais, há mais de 770 cooperativas, que empregam mais de 38 mil pessoas e 1,5 milhão de cooperados. Com esses números, fica fácil perceber como as cooperativas são fundamentais para a economia e sociedade. O grande diferencial do cooperativismo e que o torna uma opção mais segura em momentos de crise econômica é que o capital é a “nossa gente”. E esse capital se soma a princípios e valores universais, capazes de gerar confiança e desenvolvimento no negócio.

A graduação tecnológica em Gestão de Cooperativas da Faculdade Unimed discute, unindo teoria e prática, as questões cooperativistas e organizacionais, tanto nas dimensões econômicas quanto nas sociais. Além disso, fornece previsões e planos necessários para assegurar que todas as fases das operações sejam planejadas e equipadas adequadamente. Outro importante ponto trabalhado ao longo do curso são as tratativas necessárias para atender às necessidades dos associados e da comunidade e assim garantir todas as potencialidades de longo prazo dos empreendimentos.

MERCADO DE TRABALHO

O mercado de trabalho no setor cooperativista é considerado um dos mais prósperos na economia nacional. As cooperativas estão presentes em 13 ramos e podem empregar profissionais das mais variadas áreas de atuação. No Brasil, existe cerca de 13,2 milhões de cooperados. A capacidade de suportar momentos de crise do cooperativismo é uma das razões para que o modelo de negócio cresça. Em 2016, diante do aumento das demissões em várias empresas do país, as cooperativas foram na contramão. Segundo o 12º Anuário de Informações Econômicas e Sociais do Cooperativismo Mineiro, divulgado em julho de 2017, reforçam a empregabilidade do setor, que cresceu mais de 13% em 2016, gerando, em relação ao ano anterior, um crescimento de quase 6% na geração de empregos e aumento de 5 milhões em movimentação financeira.

Diante de tanta força, crescimento e possibilidades, a necessidade de gestores no cooperativismo é urgente. O mercado busca líderes que saibam lidar com as particularidades do segmento e busca, constantemente, eficiência, estratégia e gestão, o que faz com que a formação e profissionalização desse nicho caminhem de mãos dadas.

OBJETIVO

  • Atender, de forma mais adequada, à demanda da sociedade e dos mercados (expectativas atuais, potenciais e futuras);

  • Formar profissionais para atuar em cooperativas, associações e organizações sociais mediante o desenvolvimento de habilidades "conceituais", "formais" e "pragmáticas";

  • Oferecer uma estrutura curricular que permita o aprendizado "progressivo", flexível e "integrado" de conhecimentos (multidisciplinares e interdisciplinares, instrumentais e administrativos), de modo a possibilitar ao futuro profissional uma atuação expressiva e de liderança em diferentes organizações.

PÚBLICO-ALVO

Dirigentes, Conselheiros, Cooperados, Gerentes, Técnicos, Supervisores, Assistentes e todos os profissionais que estão ligados, atuam ou desejam atuar na área de gestão das cooperativas.

. Marcelo Augusto Nascimento
. Marcelo Augusto Nascimento

Administrador Hospitalar, pós-graduado em Pedagogia Empresarial e MBA em Gestão de Negócios; 27 anos de vivência na gestão de organizações de saúde, Consultoria e Treinamentos; Docente em diversos cursos de especialização em saúde; Consultor com atuação em: Diagnósticos, Gestão, Processo de Faturamento, Gestão de Contratos e Relacionamento com Operadoras e Corpo Clínico, Atendimento como Ferramenta de Fidelização de Clientes, Formação e Desenvolvimento de Líderes e Gestão de Equipes.

 

CARGA HORÁRIA 2040 horas
TURNO Noturno
Fale com a Faculdade Unimed

Entre em contato pela central de atendimento
clicando aqui ou ligue para: 0800 702 1301