Por que cursar um tecnólogo de Gestão Hospitalar?

Publicada 22/11/2017

Já falamos aqui em nosso site sobre as vantagens de se fazer um curso tecnólogo. Vimos que a graduação tecnológica equivale às graduações tradicionais e possui inúmeras vantagens (clique aqui para ler o artigo completo). Agora, vamos conversar um pouco sobre a graduação tecnológica de Gestão Hospitalar. Por que escolher esse curso?​



O mercado precisa de gestores hospitalares 

Enquanto várias áreas profissionais sofrem com saturação e baixa oferta de trabalho, o mercado de Gestão Hospitalar segue em caminho inverso. Segundo a Confederação Nacional de Saúde (CNS), o segmento é carente de mão de obra qualificada, pois há poucos profissionais que possuem uma visão sistêmica e estratégica da área de saúde. Somado a isso, a área vem se profissionalizando, aumentando a exigência por profissionais especializados.​

 

Há várias possibilidades de atuação

O gestor hospitalar gerencia hospitais, clínicas médicas e laboratórios, mas as oportunidades vão muito além dessas instituições. O profissional pode gerir clínicas odontológicas, de podologia, asilos e casas de repousos, creches, spas e casas de bem-estar. Em todos esses locais, ele deve ser um líder estratégico que participa do planejamento, organização e otimização de processos e recursos financeiros, humanos e estruturais, além de atuar na gestão de contratos e convênios e implementação de políticas públicas.

Há, também, gestores hospitalares que não possuem um local de trabalho fixo e atuam como consultores, desenvolvendo o lado empreendedor da profissão.

 

É uma carreira promissora

Segundo o site Lovemondays, a média salarial de um gestor hospitalar é de R$6.400. Já a Catho aponta a média de R$4.176. Profissionais que têm mais experiência podem ganhar até mais de R$12.000. Portanto, o gestor hospitalar tem inúmeras possibilidades de atuação e uma ótima perspectiva de renda e ascensão profissional.​

 

O profissional aprenderá a agir como um gestor e terá uma visão macro

As instituições estão buscando profissionais com visão sistêmica. E no mercado de saúde não é diferente. Ser estratégico, tomar decisões pautadas em análise de dados, otimizar processos e aumentar o índice de acertos são habilidades que o futuro gestor hospitalar aprenderá. Por isso, a graduação tecnológica aumenta a empregabilidade desse profissional, pois, com essas atribuições, o mercado vai desejá-lo.

 

Concluindo

A graduação tecnológica acrescenta à carreira tanto dos profissionais que estão começando uma trajetória quanto daqueles que já estão inseridos no mercado e desejam complementar o conhecimento. É uma excelente escolha para quem busca qualificação e, ao mesmo tempo, quer otimizar o tempo. E isso se aplica, claro, àqueles que pretendem seguir carreira como gestores hospitalares.

Clique aqui e baixe agora o E-book gratuito: As Oportunidades e Desafios do Gestor Hospitalar


Fale com a Faculdade Unimed

Entre em contato pela central de atendimento
clicando aqui ou ligue para: 0800 702 1301



ÚLTIMOS POSTS

Há 2 dias

Progressão na carreira médica: como garantir atualização constante

LER POST
Há 2 dias

5 sites de Medicina para acompanhar e ficar atualizado

LER POST
Há 2 dias

5 dicas para lidar com pacientes que pesquisam no Google antes da consulta

LER POST