Medicina forense: conheça as áreas de atuação de um perito médico

  • Home
  • Blog
  • Saúde
  • Medicina forense: conheça as áreas de atuação de um perito médico
Publicada 01/08/2018

A área de saúde tem um mercado de trabalho bastante amplo e cheio de oportunidades diversas. A rotina dos médicos, por exemplo, nem sempre se resume às consultas na clínica ou aos procedimentos cirúrgicos em hospitais. Uma especialidade interessante e, muitas vezes, pouco conhecida nesse meio é a medicina forense.

Os médicos que atuam nesse campo realizam análises e contribuem para investigações policiais, processos judiciais ou questões administrativas que precisam de um laudo de saúde. Essa é uma atividade extremamente técnica e que requer muita concentração e conhecimento do profissional.

Você quer saber mais sobre as oportunidades da medicina forense? Fique atento às informações que trouxemos neste post!
 

O que faz o médico perito?

A análise feita na perícia médica é uma atribuição específica dos profissionais formados em medicina. O objetivo dessa atribuição é realizar exames físicos e/ou mentais e investigar questões relevantes a cada caso — por exemplo, é um procedimento muito utilizado para encontrar a causa da morte de uma pessoa.

Além disso, o exame médico-pericial pode ser usado para identificar doenças ou lesões, comprovar sequelas de acidentes ou a existência de incapacidade e invalidez. O trabalho do médico nessa área também é muito buscado para definir os motivos que desencadearam doenças ou sequelas.

A medicina forense tem, ainda, condições de realizar exames para encontrar a identidade de alguém morto ou graus de parentesco entre pessoas. Dessa forma, o profissional é uma peça importante em investigações policiais. Não é à toa que um dos principais campos de trabalho está nas instituições de medicina legal vinculadas à polícia.

 

Quais são as áreas de atuação na medicina forense?

Até aqui, citamos algumas atividades do médico especializado na realização de perícias. Entretanto, a atuação nessa área pode ser muito abrangente. Por isso, existem algumas divisões básicas no mercado de trabalho. Veja quais são:

 

Perícia médico-legal

Nesse ramo da medicina forense, o médico atua diretamente ligado a investigações criminais. É função dele investigar e elaborar hipóteses a partir dos indicativos encontrados nos exames que realizar. Com isso, é possível desvendar alguns detalhes importantes de crimes cometidos.

Para fazer esse trabalho, o médico deve ter à sua disposição diversos métodos laboratoriais e ferramentas de pesquisa para avaliar vestígios. Ele também precisa ter conhecimentos na área criminal para compreender os aspectos da investigação e saber como o seu trabalho pode ser útil nesse processo.

O exame de corpo de delito é uma das principais atribuições do médico que trabalha nesse campo. São realizadas coletas de amostras biológicas e outros exames para identificar sinais corporais que indiquem a ocorrência de um crime. Em diversos casos, essa investigação é fundamental para elucidar a situação.

Quem atua com medicina legal também pode realizar atividades ligadas à psiquiatria forense. Muitas investigações policiais dependem da verificação da sanidade mental, seja de vítimas ou de suspeitos. Entre os exames mais comuns, estão o de embriaguez, o de dependência química e o atestado de deficiência intelectual.

 

Perícia judicial

Esse é outro campo de atuação na medicina forense. O cotidiano dos juízes, muitas vezes, coloca-os em parceria efetiva com médicos para levantar as informações necessárias à tomada de decisões judiciais. Diversos laudos técnicos podem ser solicitados ao profissional de saúde, a depender dos desdobramentos de cada caso.

Em processos que envolvem, por exemplo, um pedido de reparação de danos, o médico perito deve realizar exames para confirmar a existência, o grau, a natureza e a causa de lesões físicas ou mentais. Apenas assim o juiz pode compreender o caso e dar o seu parecer.

Dentro da perícia judicial, há médicos que atuam especificamente na previdência social, averiguando a necessidade da concessão ou manutenção dos benefícios de afastamento do trabalho e aposentadoria. O objetivo do médico é investigar a aptidão ou incapacidade do cidadão para as atividades laborais.

 

Perícia administrativa

A perícia médica administrativa também é uma atuação comum dentro do regime previdenciário e do trabalho. A diferença, nesse caso, é que a atuação do médico não vai envolver exames físicos diretamente. Sua função será a de avaliar os documentos apresentados pela pessoa.

Assim, o médico perito pode ter a responsabilidade de receber e analisar laudos emitidos por outros profissionais que atenderam o paciente e atestaram sua necessidade de licença ou afastamento. Na perícia, não serão realizados consultas ou exames — o parecer do profissional deve ser emitido de maneira imparcial e ética, baseando-se nos documentos apresentados a ele.

Outra importante função realizada pelos peritos administrativos é a auditoria de documentação judicial. O objetivo desse procedimento é comprovar a fidedignidade das informações apresentadas e das conclusões feitas por outros profissionais em processos jurídicos.

 

Docência

Por fim, um caminho muito interessante no mercado de trabalho dentro da medicina forense é a docência. Ser professor é uma ótima oportunidade para divulgar os conhecimentos da área e formar novos médicos aptos para realizar as funções de perícia.

Nos últimos anos, com o avanço do ensino superior no país, há uma grande busca por profissionais interessados na docência. Principalmente em campos de trabalho nos quais essa atividade não era tão tradicional. Assim, os médicos que desejam atuar como professores em faculdades e cursos de pós-graduação encontram um campo em ampliação.

 

Como fazer para ter formação na área?

Quem tem interesse em seguir carreira na medicina forense deve estar atento aos conhecimentos e habilidades necessários para essa atuação. Buscar formação específica e participar de eventos é a melhor forma de garantir um bom respaldo teórico e prático para realizar a função de maneira satisfatória.

Uma dica importante para trabalhar na área é avaliar o perfil necessário para o cargo e procurar desenvolver as competências relacionadas a ele, como concentração e capacidade de análise.

Para isso, é necessário buscar formação complementar. A pós-graduação em Perícia Médica é uma ótima opção, além de cursos de curta duração, como o curso de aperfeiçoamento em Medicina Legal e o curso de Perícia em Medicina de Tráfego.

Agora você já sabe o que faz e em que funções pode atuar o profissional especializado em medicina forense. Quem se sentiu atraído pelo campo vai encontrar várias oportunidades de formação e atuação na área.

 

---

E então, este post foi útil para a sua carreira? Aproveite e assine nossa newsletter! Assim, você vai acompanhar todos os conteúdos que publicamos!


Fale com a Faculdade Unimed

Entre em contato pela central de atendimento
clicando aqui ou ligue para: 0800 702 1301



ÚLTIMOS POSTS

13/09/2018

Terapia intensiva, urgência e emergência: que habilidades o médico precisa ter para atuar na área?

LER POST
04/09/2018

4 cursos de gestão na área da saúde que você precisa conhecer

LER POST
03/09/2018

Diretivas Antecipadas de Vontade: o que o geriatra precisa saber sobre

LER POST